A Agência de Segurança da Aviação da União Europeia (EASA), declarou que o 737MAX está seguro para voar e que os voos com a aeronave podem retomar ainda nesse ano.

Vários testes foram feitos na aeronave, que está parada desde que dois acidentes fatais mostraram uma falha no sistema de ângulo da aeronave. Realizados em setembro, os testes foram concluídos e agora apenas alguns documentos estão sendo revistos. Mesmo que o 737MAX volte a voar na Europa ainda esse ano, os EUA ainda não divulgaram quando que o avião poderá realizar voos em solo americano novamente.

O diretor da EASA, Patrick Ky disse em entrevista que, a Boeing está trabalhando em uma atualização do software da aeronave que promete ajudar os pilotos em caso de falha dos sensores do ângulo de ataque. No entanto, a mesma não deve ficar pronta agora. A previsão é que daqui a dois anos essa atualização seja lançada, mas que segundo o diretor, estará aberta para opiniões públicas durante seu desenvolvimento.

Desde os dois acidentes envolvendo os 737 MAX que a Boeing trabalha em atualizações na aeronave. Nesse período de suspensão dos voos, outras falhas no software da aeronave foram encontradas. Agora a empresa trabalha para arrumar os problemas da aeronave e assim conquistar a confiança das companhias aéreas em relação ao modelo, mostrando que o 737 MAX é uma aeronave segura para voar novamente, dessa vez sem incidentes ou acidentes fatais.

fonte: Engadget.com