Com o aumento de casos do coronavírus na Europa e a baixa demanda de passageiros, a companhia aérea de bandeira Francesa, Air France, irá suspender temporariamente os voos partindo da cidade de Fortaleza (CE) para Paris, na França.

A Air France suspenderá temporariamente os voos entre Paris e Fortaleza em virtude da queda da demanda na rota para os próximos meses, desacelerada pela pandemia da COVID-19, pela nova onda de contágio em países europeus e pelas consequentes restrições de viagens e circulação de cidadãos impostas na Europa e no mundo, que, combinadas, implicaram em pressão crescente sobre a manutenção dos custos e receita unitária desses voos”, comunicou a aérea, por meio de nota.

Mesmo com o cancelamento das viagens diretas, a empresa informou que os cearenses poderão contar com ofertas de voos até a França, através de conexões feitas em São Paulo, por meio do aeroporto de Guarulhos, e no Rio de Janeiro, pelo Galeão, a partir da parceria que a Air France possui com a Gol Linhas Aéreas.

Apesar da suspensão, a empresa pontua ainda que os voos:

Paris com destino a Fortaleza previstos para os dias 18, 20 e 26 de dezembro continuam mantidos, incluindo os voos dos dias 2 e 7 de janeiro de 2021.

Fortaleza para Paris estão mantidos nos dias 19, 21 e 27 de dezembro, e 3 e 8 de janeiro do ano que vem.

CORONA VÍRUS NA FRANÇA


O presidente da França, Emmanuel Macron, disse nessa quarta-feira que o país voltará ao confinamento na próxima sexta no dia 30, numa tentativa de conter a segunda onda do novo coronavírus que veem atingindo o país nas últimas semanas. Em pronunciamento na televisão, ele explicou que a medida vai durar pelo menos 30 dias, mas será menos restritiva que a adotada em março, no início da pandemia. O país confirmou no domingo dia 25 mais 52.010 casos e bateu o recorde de novos infectados pelo quarto dia consecutivo.

Uma mulher usando uma máscara protetora caminha perto do Arco do Triunfo enquanto a França enfrenta um surto de doença por coronavírus (COVID-19), em Paris

CORONAVÍRUS NA EUROPA


Especialistas da Europa afirmam que a extensão e o potencial de estrago da doença não se comparam ao primeiro período de contaminação. No pico europeu, a média diária de mortes girava em torno de 2.130. Atualmente, está em 185. Os dados são da Organização Mundial da Saúde (OMS). As novas medidas serão necessárias para frear bruscamente a nova onda de contágio no país e na Europa. França, Reino Unido, Suíça, Itália são os países que mais tiveram novos casos nas últimas 24 horas. Os franceses, com 52.010 contaminados na última segunda-feira, dia 26 – um recorde do continente e quase oito vezes mais do que a maior marca do país durante o pico.