Depois do sucesso do voo para lugar nenhum operado por um 787 da Qantas Airways, agora a companhia australiana, quer apostar num novo projeto: os voos para “algum lugar”. Este novo conceito consiste num voo panorâmico noturno em alguns dos marcos icônicos da Austrália na esperança de incentivar o turismo doméstico de verão.

A Qantas vai operar uma série de voos panorâmicos para uma escapadela em alguns dos principais destinos de férias da Austrália, após o sucesso de seu recente voo de turismo aéreo de 7 horas, enquanto muitas restrições de fronteira ainda estavam em vigor.

O primeiro dos Scenic Flight Getaways (nome do projeto) levará 110 passageiros a bordo de um Qantas 737 de Sydney a Uluru para conhecer um dos locais culturalmente mais significativos do país.

Como as fronteiras permanecem fechadas e as restrições às viagens são abundantes, as companhias aéreas vêm criando formas alternativas de vender passagens e ganhar alguma publicidade. Nós nos acostumamos com os “voos panorâmicos para lugar nenhum”, como o voo beneficente da Fiji Airways em comemoração ao 50º Dia da Independência da nação insular. Alguns, como a Singapore Airlines, ofereceram, em vez disso, uma experiência de jantar a bordo do A380.

Em setembro, a companhia aérea australiana Qantas anunciou seu primeiro voo para “lugar nenhum”. O itinerário turístico de sete horas em um Boeing 787 esgotou em dez minutos depois que os ingressos foram ao ar. Com o sucesso do voo, e talvez inspirado pelos itinerários misteriosos da Air New Zealand, a Qantas está estendendo ainda mais suas operações domésticas especiais.

O primeiro Scenic Flight Getaway decolará para Uluru no sábado, 5 de dezembro, e o passeio noturno incluirá um café da manhã com champanhe no lounge antes do voo, um voo para Uluru incluindo voos de baixo nível do Porto de Sydney na partida e circuitos de baixo nível para oferecer aos passageiros uma vista aérea de Uluru e Kata Tjuta.

A Qantas fará parceria com a Voyages Indígena Tourism Australia para oferecer aos hóspedes uma experiência memorável no Red Centre hospedando-se no principal hotel do Ayers Rock Resort, Sails in the Desert.

Durante a estadia, os hóspedes poderão desfrutar de um workshop prático de arte indígena, uma noite no Campo de Luz incluindo um jantar de três pratos sob as estrelas usando ingredientes nativos, com uma apresentação de didgeridoo e uma interpretação indígena do céu noturno.

Na manhã seguinte, os passageiros verão o nascer do sol sobre Uluru e uma caminhada guiada até o Muholeitjulu Waterhole, bem como uma visita à vizinha Kata Tjuta antes de um brunch no final da manhã e um voo de volta a Sydney para um sobrevoo final no porto antes de pousar.

Os bilhetes do primeiro Scenic Flight Getaway estarão disponíveis a partir das 14h da quinta-feira, 29 de outubro, via Qantas.com, para a viagem de Uluru no fim de semana de sábado, 5 de dezembro. Os preços são os seguintes:

Classe Executiva: $ 3.999 por pessoa (acomodação compartilhada)

Classe Econômica: $ 2.499 por pessoa (acomodação compartilhada)

A companhia aérea afirma que o voo operará com emissões líquidas zero. As compensações irão para projetos de gestão de incêndios operados por empresas indígenas na Austrália Ocidental.

Fundado em 2018, o AviationWiki é um site no seguimento de aviação levando notícias, curiosidades e histórias para os 4 cantos do planeta. Nossa equipa está em missão para poder levar ao leitor, a verdade em notícias e informativos sobre acontecimentos, curiosidades sobre aviação e também as histórias e lembranças que marcaram a aviação.