Na matéria anterior falamos um pouco sobre como começar na carreira de comissário de bordo, como é importante e algumas coisas que são necessárias para poder começar a se dedicar e estar apto para exercer tal função, falaremos hoje um pouco de como se tornar piloto civil.

Obviamente muitas pessoas já pararam para pensar o quão apaixonadas são pela a aviação, com toda a certeza também já se perguntaram qual carreira seguir, piloto, comissário, mecânico ou agente de solo? Essa série da AviationWiki vai esclarecer algumas coisas e quem sabe ajudar a você a decidir qual profissão você quer seguir dentro da aviação, aquela com que mais se identifica, vamos mostrar alguns passos que são necessários serem seguidos por todos aqueles que desejam seguir a profissão.

Piloto Civil

Os pilotos que fazem os voos regulares e não regulares que atendem o público, são chamados de pilotos civis, pois como a maioria sabe, também existem os pilotos militares, que não será o foco da nossa matéria, mas se vocês quiserem saber como ingressar nessa área, podemos fazer uma matéria exclusivamente para tratar desse assunto, ajudando assim muitos que tem dúvidas sobre a área e de como ingressar.

Pilotos civis, mais popularmente chamados de pilotos comerciais, são os pilotos que trabalham para empresas aéreas, sejam elas de linhas regulares, por exemplo a Gol, Azul, Latam, Passaredo e as outras companhias ou até mesmo aquelas empresas que são focadas no táxi aéreo, como a Helisul, Helimarte e muitas outras que operam no Brasil.

Eles fazem voos fretados, regulares, especiais e mais alguns tipos de voos e recebem por isso, seja por hora voada, por serviço ou da forma como foi tratado com o contratante, mas geralmente existe um salário base e são acrescidas as horas voadas ou milhas voadas, varia de companhia para companhia, até mesmo por países também.

Na maioria das vezes, assim como os comissários, trabalham por escala, onde essa escala é enviada sempre no final do mês e mostrará toda a programação do tripulante para o mês seguinte, mas pode ser que eventualmente alguma coisa mude nessa programação, mas sempre avisado com uma pequena antecedência.

Foto: Freepik
Foto: Freepik

O que é necessário para ser piloto?

No Brasil, para ser piloto comercial, é necessário primeiro ter a prova de piloto privado (PP) checado pela ANAC, o voo solo, CMA válido para poder então fazer o curso teórico de piloto comercial, fazer novamente uma prova da ANAC, fazer as horas de voos, horas noturnas, multi-motor, jet-training para se habituar a cabine, ao CRM (Crew Resource Management) e o inglês ICAO 4 ou superior, assim estará apto para exercer a função, algumas dessas coisas podem acabar não sendo tão cobradas caso você seja piloto pessoal de alguma pessoa ou alguma empresa que não faz voos para fora do país, aí acaba que um inglês mais “básico” ajudando o suficiente para entender algumas coisas do check-list da aeronave, mas de qualquer forma, algum nível de inglês será exigido, para que possa atender e entender as partes técnicas da aeronave.

O CMA para os pilotos é o de 1º classe, que consistem em alguns exames a mais do que os que são exigidos para os comissários, como falamos na matéria anterior, também todos são feitos em clinicas cadastradas e homologadas pela ANAC, geralmente, quase sempre, nas mesmas clinicas onde se fazem os de comissário.

Já o inglês de nível da ICAO (International Civil Aviation Organization) é o que define o seu nível de proficiência linguística, ou seja, a sua fluência no inglês, ela tem vários níveis, mas o mais comumente pedido para as vagas de piloto é o ICAO 4, que é uma pessoa fluente na língua e consegue entender e falar bem e claramente para ser entendido pelos controles de tráfego aéreo pelo mundo.

Tipos de carteiras

O piloto comercial para chegar a esse status precisa começar com o curso teórico de piloto privado, esse será o primeiro passo que ele dará rumo ao objetivo de se tornar um piloto comercial, com o curso concluído ele precisa fazer a prova da ANAC para piloto privado, após isso deverá seguir para as horas de voo, voo solo, check ANAC, voltar para o curso teórico, mas dessa vez o de piloto comercial, fazer mais algumas horas de voos, checkes, provas da ANAC e todos os trâmites referentes a formação do piloto comercial.

Ao todo, o piloto recém formado, tem uma média de 140 horas de voo, que é o tempo médio para a formação, após isso o piloto já formado pode fazer um curso para INVA (instrutor de voo) e lecionar na própria escola que o formou, tanto na parte teórica quanto na parte p´ratica (horas de voo), assim acumulando mais algumas horas para o curriculo, uma vez que as companhias aéreas costumam colocar o mínimo de 500 horas de voo e a maneira mais rápida e, na maioria dos casos, mais barata.

Existem algumas diferenças entre as horas de voo de um piloto privado e o piloto comercial, como por exemplo, a necessidade de voos por instrumentos, voos noturnos, aeronaves multi-motores e mais algumas outras.

Ainda existem os aviões que “exigem” uma carteira para aquele tipo de aeronave, são específicas para certos tipos de aviões, como alguns anfíbios, experimentais ou aeronaves que tem uma característica de pilotagem diferenciada, necessitando assim de um tipo de instrução diferenciada.

Piloto de avião ou helicóptero?

Algumas pessoas acham que quem pilota um, pode pilotar o outro, mas não é tão simples assim, o modo de pilotagem é diferente, a maioria dos controles são diferentes, praticamente tudo é diferente entre um avião e um helicóptero.

O modo de formação é basicamente o mesmo, salvo por um detalhe ou outro, como horas de voo, os níveis de voo, alguns detalhes do circuito de tráfego aéreo, regulamentações e alguns RBACs, logo, o piloto que aprende tudo para um tipo de aeronave, como por exemplo o avião, não poderá pilotar um helicóptero, para poder pilotar ambos, ele terá de fazer novamente os cursos teóricos e horas de voo, para poder assim fazer os checks e todas as provas a fim de ter a carteira de ambas aeronaves.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

2 × three =