Em 1967 foi apresentado ao mundo o conceito de voos low-cost, a americana Southwest Airlines foi a pioneira neste novo modelo de negócios, que foca em tarifas aéreas mais acessíveis, e hoje mais de 56 anos depois as companhias aéreas low-cost são parte significativa do mercado aeronáutico. Mas a questão é, qual o segredo por trás deste modelo de negócios?

O modelo Low-cost é resumido em duas palavras, Eficiência Operacional, tudo numa companhia aérea low-cost é pensado para reduzir ao máximo os custos e com isso aumentar os lucros da empresa, logo elas conseguem praticar esses preços tão acessíveis.

A Frota

Muitas das companhias aéreas low-cost utilizam o mesmo modelo de aeronave para simplificar a manutenção e reduzir o custo de treinamento de pessoal e operação. Com por exemplo, a Ryanair empresa europeia líder no mercado low-cost opera apenas o modelo Boeing 737 na configuração -800 e MAX.

Os Aeroportos

As operações aeroportuárias são um dos fatores mais importantes no modelo low-cost, estas empresas tentam reduzir ao máximo o tempo em solo, para maximizar o uso das suas aeronaves e evitar atrasos.

A localização e o aeroporto utilizado também é um ponto vital, muitas destas companhias aéreas preferem utilizar aeroportos secundários por terem tarifas mais baixas e taxas de pouso mais acessíveis em comparação com aeroportos principais.

Experiencia de Bordo

Comodidade ou low-cost, não se pode escolher os dois, para reduzir ainda mais o preço dos bilhetes as empresas low-cost oferecem a mais simples experiencia de bordo, o espaço entre assentos é mais reduzido para conseguir aumentar ao máximo o limite de passageiros num voo, não existem refeições gratuitas e os serviços de bordo são reduzidos ao mínimo possível.

Serviços Adicionais

Geralmente, as companhias aéreas de baixo custo incluem taxas adicionais para serviços como a escolha de assentos, o despacho de bagagem, o embarque prioritário e outros, visando impulsionar suas receitas e manter os preços das passagens mais baixos.

Este sucesso duradouro das companhias aéreas low-cost é um testemunho da eficiência operacional como o alicerce de seu modelo de negócios. Ao simplificar operações, otimizar custos e oferecer tarifas aéreas acessíveis, essas companhias aéreas conseguiram democratizar o acesso à aviação e tornar as viagens aéreas mais acessíveis para um público mais amplo.

Embora a experiência de voo possa ser mais simplificada e envolver taxas adicionais para serviços extras, a conveniência e economia proporcionadas pelas companhias aéreas low-cost atraem milhões de viajantes a cada ano. Assim, a eficiência operacional continua a ser o segredo por trás do sucesso dessas empresas, mantendo-as como participantes significativos e inovadores no mercado aeronáutico global. À medida que a aviação evolui, a eficiência operacional continuará sendo a espinha dorsal das empresas low-cost, garantindo que as tarifas aéreas acessíveis permaneçam ao alcance daqueles que desejam explorar o mundo pelos céus.

Foto: Mario Hagen

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

11 + 20 =